Edward Snowden garante que não levou documentos secretos norte-americanos para Moscovo e garante que nem a Rússia nem a China acederam a documentos dos Estados Unidos.

Numa entrevista ao jornal «The New York Times», publicada na quinta-feira, Snowden afirma que entregou todos os documentos sigilosos aos jornalistas, com os quais se reuniu em Hong Kong, antes de voar para Moscovo.

O antigo consultor da CIA disse, na mesma entrevista, que optou por não levar os documentos com ele por entender que «não serviria ao interesse público». «Qual a vantagem de levar pessoalmente outra cópia do material daqui para frente?», questionou.

Snowden disse ainda que conseguiu proteger os documentos do serviço chinês de espionagem, porque está familiarizado com a capacidade de inteligência do país, por causa do seu trabalho para a Agência de Segurança Nacional. «Há uma possibilidade de 0% de que Rússia, ou China tenham recebido algum documento», frisou.

Edward Snowden obteve asilo temporário de um ano em Moscovo.