O Presidente Vladimir Putin disse esta segunda-feira que a Russia não irá entregar o ex-consultor americano Edward Snowden aos Estados Unidos, mas se ele pretender continuar no país «terá de parar o seu trabalho que está a prejudicar os parceiros americanos».

Snowden «não é um agente russo», disse Putin, repetindo que os serviços de inteligência russos não estão a trabalhar com o fugitivo, que se acredita estar em trânsito no aeroporto de Moscovo após ter viajado desde Hong Kong.

O líder russo sublinhou que Snowden deverá escolher o seu destino final e viajar.