Cerca de mil agentes da polícia ocuparam 12 comunidades de um conjunto de favelas na zona norte do Rio de Janeiro, no Brasil. No terreno, foram implementadas a 35ª e a 36ª unidades da polícia pacificadora, já ativa noutras favelas da cidade.

Na mega operação de segurança foram utilizados 14 veículos blindados da Marinha. Tudo aconteceu em cerca de uma hora, sem que ocorresse um único disparo.

Formado por 12 favelas, no complexo do Lins vivem cerca de 15 mil pessoas. A operação foi noticiada com antecedência, como aconteceu na ocupação de outras favelas para a instalação das UPP.

Desde 2008, que 34 Unidades da Polícia Pacificadora foram implementadas no Rio de Janeiro. Resultados agora divulgados de uma investigação ao comportamento da polícia militar nas favelas indicam que pelo menos 22 pessoas foram torturadas durante a operação anti-droga na Favela da Rocinha.