Um polícia mandou encostar um condutor e pediu-lhe a carta de condução. No momento em que este a vai retirar, de dentro do carro, o agente dispara sem razão aparente. Tudo aconteceu na cidade de Colômbia, na Carolina do Sul, no passado dia 4 de setembro. O momento foi registado em vídeo.



O caso é descrito como «preocupante» pela polícia da Carolina do Sul. O agente de autoridade, Sean Groubert, de 31 anos, manda Edward Jones, com 35 anos, encostar num posto de gasolina, na Colômbia, por supostamente não ter o cinto de segurança colocado.

Nas imagens de vídeo, agora reveladas, é possível ver o polícia dirigir-se ao carro de Edward Jones e pedir-lhe a carta de condução. Quando o homem enfia a mão no carro para ir buscar a carta de condução, Groubert grita: «Saia do carro! Para o chão!». Ao mesmo tempo dispara quatro tiros. Uma das balas atingiu Jones na anca.

Quando caiu no chão, Edward Jones disse ao polícia que tinha sido atingido e que não conseguia sentir a perna. Perguntou-lhe, depois, porque é que ele disparou. E explicou que só ia buscar a carta de condução.

O diretor da patrulha da Carolina do Sul, Leroy Smith, disse ao jornal «The Independent» que o caso foi um incidente isolado, no qual Groubert «reagiu pensando existir uma ameaça, que afinal não existia».

«O departamento de Uso da Força deixa claro que os agentes devem usar «apenas o nível de força necessária para alcançar objetivos legítimos» e que «o uso da força deve ser interrompido quando se torna evidente que a força já não é necessária», acrescentou. O protocolo que não foi seguido neste caso.

O agente de autoridade foi despromovido e vai a tribunal enfrentar as acusações de agressão e lesão corporal agravadas. Poderá ser condenado a 20 anos de prisão.