Pelo menos 38 pessoas morreram e mais de 50 ficaram feridas num atendado à bomba num mercado, neste domingo, em Peshawar, no nordeste do Paquistão.

Muitos dos feridos sofreram queimaduras graves.

Este foi já o terceiro atentado numa semana em Peshawar.

O ataque, causado pela explosão de um carro-bomba ainda não foi reivindicado.

«Os implicados na morte de inocentes são desprovidos de humanidade» e não podem agir em nome de nenhuma religião, disse, em comunicado, o primeiro-ministro Nawaz Sharif, que está em Nova Iorque.