O índio aimará Carmelo Flores Laura, que, segundo as autoridades bolivianas, era o homem mais velho do mundo com 123 anos, morreu, devido a uma diabetes do tipo 2, anunciaram hoje fontes oficiais.

O médico Adalberto Segales, do centro de saúde da comunidade de Frasquia, no município de Achacachi, informou que Flores Laura morreu na segunda-feira às 21:00 locais (01:00 de terça-feira em Lisboa), depois de ter estado uma semana doente.

«O meu avô morreu na sua residência, onde estava aos cuidados do meu pai», disse o neto René Flores ao diário La Razón, citado pela Efe.