Os especialistas holandeses adiaram a deslocação ao local onde caiu o avião da Malaysia Airlines, na Ucrânia, que tinha sido marcada para este domingo, informa a Reuters. A intensificação do conflito entre os separatistas pró-russos e as tropas ucranianas está na origem da decisão.

O anúncio foi feito por Alexander Hug, líder da Organização de Segurança e de Cooperação na Europa (OSCE), acrescentando que a visita foi agendada para segunda-feira.

«A situação no terreno não parece segura. Por isso, decidimos partir apenas amanhã de manhã», declarou.

As autoridades da Holanda tinham anunciado a viagem dos investigadores ao cenário da tragédia para este domingo.

A deslocação tinha sido planeada depois de conseguido um acordo entre a OSCE e os separatistas.