A chanceler alemã, Angela Merkel, reafirmou hoje o seu apoio à nomeação de Jean-Claude Juncker como novo presidente da Comissão Europeia, numa mini-cimeira com outros líderes europeus de centro-direita que se opõem totalmente a essa candidatura.

O Reino Unido lidera a campanha contra Juncker, tendo mesmo ameaçado sair da União Europeia se o ex-primeiro-ministro do Luxemburgo for escolhido para chefiar o executivo comunitário, temendo que este a encaminhe para uma via mais federalista.

«Já disse que Juncker é o meu candidato para a presidência da Comissão, que quero que ele seja o presidente», disse Merkel numa reunião sobre a economia europeia com os primeiros-ministros britânico, David Cameron, sueco, Fredrik Reinfeldt, e holandês, Mark Rutte.