Um médico japonês infetado com tuberculose examinou mais de 600 doentes sem utilizar uma máscara de proteção, revelaram esta quarta-feira as autoridades japonesas.

O médico, na casa dos 50 anos, dirige uma clínica na cidade de Ito, centro do arquipélago japonês, e começou a ter sintomas da doença em meados de agosto.

Achando que se tratava de uma simples constipação, o japonês continuou a dar consultas sem utilizar máscara de proteção. Foi-lhe diagnosticado tuberculose em meados do mês de setembro.