O alemão Martin Schulz foi esta terça-feira eleito presidente do Parlamento Europeu, para um mandato de dois anos e meio, no primeiro dia da sessão plenária desta legislatura após as eleições europeias de maio.

Entre hoje e quinta-feira, o «novo» Parlamento Europeu realiza a sua sessão constitutiva, em Estrasburgo, França, com Portugal a ser representado por 21 deputados. A primeira tarefa dos eurodeputados foi a eleição do presidente.

Martin Schulz, que era presidente do Parlamento Europeu na anterior legislatura, foi novamente eleito.

O tradicional acordo estabelecido entre as duas maiores famílias políticas, Partido Popular Europeu (PPE) e Socialistas Europeus (S&D), contempla a «divisão» da presidência, com um socialista a ocupar o cargo nos primeiros dois anos e meio da legislatura, e uma figura do PPE a suceder-lhe em janeiro de 2017.