Marrocos pediu ajuda a Espanha para tentar pôr a navegar um petroleiro que encalhou perto do porto marroquino de Tan Tan, com cinco mil toneladas de combustível, indicou na quinta-feira uma fonte do Ministério do Ambiente em Rabat.

Por sua vez, as autoridades espanholas de Lanzarote, ilha das Canárias que dista 200 quilómetros do local do incidente, anunciaram, em comunicado, ter pedido um ponto da situação urgente ao Consulado de Marrocos, na ilha de Gran Canaria, nomeadamente sobre o «nível de risco» que pode estar em causa.

Segundo as autoridades de Lanzarote, o navio terá derramado alguns resíduos poluentes.