Uma manifestação pacífica de apoio aos professores, no Rio de Janeiro, terminou com uma tentativa de invasão à Câmara Municipal e um autocarro incendiado, informou a imprensa brasileira.

O protesto começou por volta das 18:00 locais (22:00 em Lisboa) reunindo cerca de 50 mil pessoas, segundo os organizadores, e 10 mil, segundo estimativa da Polícia Militar, na Praça da Cinelândia, no centro do Rio de Janeiro. Entre as reivindicações, os professores exigem melhores salários.

Após o fim da manifestação pacífica, um grupo de ativistas mascarados tentou invadir e incendiar a Câmara Municipal, dando inicio a uma nova série de vandalismos. Um autocarro foi ainda incendiado perto da praça de Cinelândia, no centro do Rio de Janeiro.

De acordo com as autoridades locais, foram detidos pelo menos 15 manifestantes.

O protesto foi realizado em apoio aos professores que estão em greve, desde o dia 8 de agosto, contra a mudança no plano de cargos e salários.

O plano de cargos foi, no entanto, aprovado pela Câmara do Rio de Janeiro na semana passada, quando também ocorreram protestos.