Mais de 1100 imigrantes, a maioria de origem subsaariana, foram resgatados na quarta-feira e na madrugada desta quinta-feira pelas autoridades italianas perto da costa da ilha de Lampedusa, no Mediterrâneo, informou a Marinha Militar italiana.

Navios da marinha e helicópteros do dispositivo de socorro Mare Nostrum participaram na operação de resgate dos 1123 imigrantes, entre os quais 47 mulheres, incluindo quatro grávidas, e 50 menores, indicou em comunicado.

Os migrantes estavam distribuídos por oito barcaças e um navio, que foram localizados numa área entre as 120 e as 130 milhas a sudeste de Lampedusa, considerada a porta de entrada da imigração africana na Europa.