Um jornalista do primeiro canal da televisão pública da Rússia foi morto a tiro no leste da Ucrânia, onde separatistas pró-russos combatem as forças ucranianas, anunciou hoje a empresa.

Anatoly Klyan, operador de câmara de 68 anos, encontrava-se a fazer uma reportagem na noite de domingo com os rebeldes junto a uma unidade militar ucraniana na região de Donetsk, segundo detakhou o canal de televisão através do seu portal na Internet.

«Esta noite, morreu em Donetsk o nosso colega», noticiou o canal, esta madrugada, durante um espaço informativo.