Duas meninas indianas foram encontradas penduradas numa árvore numa aldeia do estado indiano de Uttar Pradesh. Segundo a polícia, foram vítimas de violação coletiva e depois enforcadas numa árvore.

De acordo com a BBC, já houve detenções relacionadas com o caso, nomeadamente de dois polícias que não atenderam as queixas das famílias quando participaram o desaparecimento das meninas. Mas as autoridades continuam a tentar encontrar os autores.

O comissário da polícia Atul Saxena disse à BBC que as duas meninas eram primas e foram encontradas penduradas numa árvore na aldeia Katra Shahadatganj no distrito de Budaun.

«Nós ainda estamos a investigar como é que as meninas desapareceram e foram supostamente violadas e penduradas numa árvore», acrescentou Saxena.

A violência e a discriminação em relação às mulheres na Índia ainda permanece muito enraizada. Mas o escrutínio em relação à violência sexual tem vindo a aumentar desde 2012, após a violação em grupo e morte de uma estudante num autocarro em Nova Deli.

O governo reforçou as leis sobre a violência sexual no ano passado depois de muitos protestos.