O Departamento de Defesa dos Estados Unidos ordenou na quinta-feira o regresso a terra de toda a sua frota de caças F-35 depois do incêndio num avião em junho e pouco tempo antes de uma apresentação internacional na Grã-Bretanha.

O Pentágono informou que o acidente, que está "sob investigação", ocorreu a 23 de junho na Base Aérea de Eglin, na Florida.

«Foram ordenadas inspeções adicionais aos motores dos F-35 e a autorização de voo será determinada em função dos resultados da inspeção e análise dos dados de engenharia», afirmou o porta-voz do Pentágono, contra-almirante John Kirby, em comunicado.