O exército colombiano deteve no Norte do país 16 alegados guerrilheiros do Exército de Libertação Nacional (ELN), incluindo oito menores de idade, informou esta quinta-feira o Governo do departamento de Bolívar.

Segundo o secretário do Interior do departamento, Guillermo Sánchez Gallo, citado em comunicado de imprensa, entre os detidos estão dois alegados cabecilhas do ELN, conhecidos por «El Calvo» e «Julián».

Aos presumíveis rebeldes da segunda guerrilha da Colômbia são imputados vários sequestros, atentados e extorsões aos mineiros de Bolívar.