O exército moçambicano disparou esta quarta-feira tiros de granada contra uma igreja cristã, perto de Muxúnguè, centro do país, suspeitando que albergava homens da Renamo que antes tinham atacado uma coluna de veículos, disseram à Lusa diversas fontes locais.

Os disparos foram dirigidos ao fim da tarde contra a igreja a três quilómetros da vila de Muxúnguè, poucos minutos após uma emboscada a uma coluna de veículos, escoltada pelos militares na estrada N1, que liga o sul e o centro de Moçambique, informaram por telefone à Lusa habitantes e viajantes

«A coluna foi atacada quase a entrar na vila (de Muxúnguè) e o exército suspeitou que os atacantes estavam na igreja e começou a bombardear o templo», disse um dos viajantes que integrava a coluna.