Uma adolescente norte-americana pode ser expulsa do colégio católico que frequenta por uma simples razão: o seu invulgar cabelo.

De acordo com o regulamento do colégio «Faith Christian Academy» da cidade de Orlando, na Flórida, nos Estados Unidos, «o cabelo deve ter uma cor natural e não pode ser fonte de distração». Mas para a escola o cabelo africano de Vanessa VanDyke não corresponde as normas.

O ultimato chegou no fim do mês de novembro: ou a adolescente de 12 anos cortava o cabelo e tinha de o esticar todos os dias ou então mudava de escola.

Contudo, Vanessa não pretende ceder as ameaças. «Gosto do meu cabelo como ele é. Eu sei que algumas pessoas gozam com o facto do meu cabelo ser muito volumoso mas não me importo. Não quero seguir padrões, quero ser única», confessou Vanessa ao jornal «Huffington Post».

Uma página de apoio já foi criada no Facebook para divulgar a sucedido e conseguir impedir a sua expulsão.