Uma patrulha da Força de Intervenção Rápida (FIR) da polícia de Moçambique dispersou uma multidão concentrada numa assembleia de voto em Quelimane (centro), alegadamente para «salvaguardar a contagem de votos», constatou a Lusa no local.

Os agentes da FIR estão a utilizar bastões elétricos e dispararam tiros de salva e dois «very-light» para dispersarem as pessoas concentradas na assembleia de voto instalada na Escoa Primária 17 de Setembro em Quelimane.

Depois do encerramento das urnas das eleições autárquicas desta quarta-feira às 18:00 (16:00 em Lisboa), a população manteve-se na avenida 17 de Setembro, insultando o destacamento da FIR, que está a ser apoiado por alguns agentes da Polícia da República de Moçambique (PRM).