Duas pessoas ficaram feridas quando um elefante abalroou o carro no qual faziam um safari no Parque Nacional Kruger, na África do Sul.

O ataque ocorreu a 30 de dezembro, mas só agora foi tornado público.

No vídeo colocado no YouTube, vê-se a viatura a aproximar-se do animal, que não gostou da «ameaça» e a virou.



Um dos passageiros, uma professora britânica, ficou ferida com alguma gravidade e foi hospitalizada após o incidente.

Segundo o responsável do parque, citado pelo «The Telegraph», um dos dentes do animal perfurou a coxa da mulher, que já teve entretanto alta.

O outro passageiro, um homem sul-africano, sofreu ferimentos ligeiros.

O elefante foi abatido por ser considerado uma ameaça para os turistas. De acordo com informações recolhidas pela AFP, o animal, um macho, estava com o cio, o que elevou os seus níveis de testosterona e a sua agressividade, e tinha sofrido um acidente momentos antes, tendo aumentado o seu receio.

O Kruger, em comunicado, apela aos turistas para terem cuidado com os animais e evitarem aproximações exageradas.