Um tribunal egípcio absolveu, esta quinta-feira, o ex-primeiro-ministro Ahmed Shafiq e os dois filhos do ex-presidente Hosni Mubarak, acusados de desvio de capital.

Ahmed Shafiq, ex-primeiro-ministro e candidato a presidência em 2012, foi julgado sem estar presente.

Gamal e Alaa Mubarak têm sido vários vezes interrogados e acusados das mais diversas ações desde da demissão do pai em 2011.

Os três arguidos enfrentam ainda outras acusações de corrupção.