A polícia moçambicana deteve um cidadão chinês na posse de 4,8 quilogramas de diversas peças feitas à base de marfim no Aeroporto Internacional de Maputo, anunciou a corporação.

Em conferência de imprensa de balanço da atividade policial da semana passada, o porta-voz do Comando da Polícia da cidade de Maputo, Orlando Mudumane, disse, na segunda-feira, sem dar pormenores, que o cidadão chinês está entre as mais de 60 pessoas que as autoridades detiveram na semana passada, em conexão com a alegada prática de crimes.

A polícia moçambicana faz frequentemente detenções de pessoas que tentam sair do país com marfim e cornos de rinocerontes ilegalmente abatidos em Moçambique e na África do Sul e que tem como destino a Ásia.