Pelo menos dez pessoas morreram devido a uma vaga de calor que está a afetar a cidade chinesa de Xangai e que é a maior dos últimos 140 anos, informou a imprensa oficial chinesa que a Lusa cita.

Durante oito dias consecutivos, Xangai registou temperaturas superiores a 38 graus.

Médicos citados pela agência Xinhua recomendaram aos residentes de Xangai, especialmente aos mais idosos, a utilização do ar condicionado, já que a maioria dos pacientes afetados pela vaga de calor tinha os aparelhos de ar condicionado desligados em casa para cortar na fatura de eletricidade ou por temer doenças respiratórias.