O piloto de um caça-bombardeiro espanhol morreu esta segunda-feira, na base militar de Morón de la Frontera, em Sevilha, depois do avião que pilotava ter caído a pique na pista quando se preparava para aterrar, confirmou o ministério da Defesa espanhol.

Segundo as autoridades, o piloto era casado e deixa um filho. O acidente aconteceu quando o piloto regressava à base depois de um voo de rotina, pouco depois das duas da tarde, e deu-se quando o avião ia aterrar. Segundo as primeiras informações, o caça caiu no solo, sem que tenha sido detetado qualquer aviso de emergência e quando estava a um quilómetro da pista.

Antes de aterrar, o caça-bombardeiro perdeu altitude repentinamente «em picado» até cair completamente contra o asfalto. As testemunhas no local explicaram que não viram o assento ejetável do piloto a sair da aeronave.

Os bombeiros foram alertados às 14:23. O caça, um Eurofighter Typhoon modelo Vun, realizou o seu primeiro voo em março de 1994.