O que seria a viagem de uma vida tornou-se numa tragédia para um adolescente de 17 anos, de Indiana, nos Estados Unidos, que tentava um recorde de volta ao mundo em 30 dias com um avião monomotor.

Segundo a CNN, Haris Suleman morreu após queda do avião em que seguia com o pai Babar, que se encontra ainda desaparecido. Os destroços da aeronave foram encontrados no oceano Pacífico, junto às ilhas da Samoa Americana, mas ainda não se sabe as causas do acidente.

O adolescente e o pai tentavam a volta ao mundo em 30 dias, para entrarem no livro dos recordes. Tinham planeado fazer vinte e cinco paragens em quinze países.

O objetivo desta viagem era também arrecadar fundos para uma instituição de caridade no Paquistão, que ajuda as crianças atingidas pela pobreza a ir à escola.

Haris descrevia no blog A volta ao mundo em 30 dias, todas as viagens que fazia.