Uma pessoa australiana pode ser a primeira no mundo a ser reconhecida oficialmente como não pertencendo a nenhum dos sexos, avança a BBC.

O Governo de New South Wales emitiu uma certidão de «Género não-específico» a Norrie May-Welby, ou seja, não reconhece Norrie nem como homem nem como mulher. Norrie considera-se andrógino e é membro do grupo «Sex and Gender Education», que se manifesta a favor dos direitos de pessoas com diferentes identidades sexuais.

Norrie, de 48 anos, nasceu na Escócia e foi registado como homem. Aos 23 anos, fez um tratamento hormonal e cirurgias para mudar de sexo, sendo registado na Austrália como mulher. No entanto, Norrie mostrou-se descontente com a mudança e interrompeu o tratamento, preferindo denominar-se «neutro».

«Esses conceitos de homem e mulher simplesmente não se encaixam no meu caso, não são a realidade e, se forem aplicados a mim, são fictícios. A solução mais simples é não ter identificação sexual», afirmou Norrie.



Norrie assina como «Norrie May-Welby», um trocadilho com «may well be», que em inglês significa «pode ser».

Os médicos declararam em Janeiro deste ano que não conseguiram determinar o sexo de Norrie, nem fisicamente nem em função do comportamento.

Uma porta-voz da Procuradoria do Governo da Austrália sustentou que esta foi a primeira emissão de uma certidão de «Género não-específico».