Três freiras foram multadas pela polícia após serem apanhadas em excesso de velocidade. As religiosas dirigiam-se à casa de férias do Papa Bento XVI, em Les Combes, França, após saberem que este se tinha magoado numa queda.

A irmã Tavoletta, de 56 anos, conduzia um pequeno Ford Fiest, acompanhada por mais duas freiras não identificadas, com 65 e 78 anos, revela o jornal britânico «Telegraph», na sua página online.

Quando os polícias perguntaram porque estavam tão apressadas, a irmã Tavoletta respondeu: «Ouvimos dizer que o Papa estava mal, depois de uma queda. Queríamos ter a certeza de que ele estava bem».

Recorde-se que, na passada semana, o Sumo Pontífice partiu o pulso e teve de ser submetido a uma pequena cirurgia. Mas as primeiras notícias causaram grande preocupação nas freiras do convento Salesiano, que rapidamente se colocaram a caminho do chalet de férias de Bento XVI.

De acordo com um porta-voz da polícia, a irmã Tavoletta vai ter de pagar uma multa de 375 euros e ficar sem carta de condução durante um mês. Mas a religiosa garante que vai recorrer da multa com a ajuda de uma conhecida advogada italiana, especialista em casos de condução.