logotipo tvi24

Recém-casada morre em salto de «base jump»

Marido foi incapaz de socorrer a vítima

Por: Redacção / MF    |   2014-02-11 16:17



A norte-americana, Amber Marie, de 28 anos, morreu, no no Parque Nacional de Utah Zion, no último sábado depois de ter feito um salto de «base jump» em que o paraquedas não abriu completamente.

Amber Marie estava acompanhada do marido, Clayton Butler, de 29 anos, que assistiu ao acidente. Segundo o jornal local, The Salt Lake Tribune, Amber e Butler estavam casados a apenas duas semanas.

O Serviço Nacional de Parques, agência responsável pela gestão dos parques norte-americanos, afirmou que Amber tinha experiência em alguns tipos de desportos radicais, incluindo o «base jump». No ano passado, os dois tinham colocado um vídeo no Youtube a fazer este tipo de desporto.

Depois de uma escalada no Monte Kinesava, o casal decidiu saltar a partir do cimo de uma antena, algo que é proibido pelo governo. Por volta das 16 horas, Amber saltou primeiro, mas o seu paraquedas não abriu completamente: Marie morreu após uma queda livre de mais de 600 metros de altura.

Na tentativa de alcançar a mulher, Clayton saltou logo a seguir, mas não conseguiu ajuda-la. Depois de chegar ao chão, o marido teve ainda que fazer uma escalada de cerca de quatro horas até conseguir usar um telefone. As autoridades decidiram esperar pelo dia seguinte para encontrar a vítima e só por volta das 10 horas do último domingo é que foi resgatada.

Em comunicado, o encarregado do parque Jim Milestone disse que o acidente será investigado. «O base jump é muito perigoso. Até para pessoas experientes, como Amber Belows, e essa é uma das razões pelas quais isso não é permitido no parque», continuou.

Esta foi a primeira fatalidade ocorrida no Parque causada pelo «base jumping».

Partilhar
EM BAIXO: Amber Marie
Amber Marie

Boko Haram obriga menina de 10 anos a usar cinto de explosivos
Criança estava acompanhada por dois alegados membros do grupo terrorista
Avião da Air Algérie caiu em três minutos
Aparelho mergulhou numa queda abrupta de nove mil metros
Escândalo sexual entre comandante e tenente abala marinha real
Sarah West foi acusada de relações sexuais a bordo de um navio de guerra com um subordinado
EM MANCHETE
Comissário Europeu: decisão adiada
Revelação estava prevista para esta quinta-feira. Primeiro-ministro já decidiu, mas quer ainda falar com presidente da Comissão Europeia
Bolsa: tombo de 42 por cento do BES arrasa PSI-20
CGD lucra 130 milhões de euros no primeiro semestre