Síria: primeiros confrontos depois do cessar-fogo

«Os confrontos com artilharia pesada ocorreram em Khirbet al-Joz»

Por: tvi24 / CLC    |   13 de Abril de 2012 às 09:29
Confrontos entre soldados da armada síria e rebeldes estalaram na sexta-feira de manhã na região de Idleb, os primeiros desde a entrada em vigor há pouco mais de 24 horas do cessar-fogo, denunciou o Observatório Sírio dos Direitos Humanos.

«Os confrontos com artilharia pesada ocorreram em Khirbet al-Joz, situada na fronteira turca, entre soldados do regime e desertores», declarou à agência noticiosa francesa AFP Rami Abdel Rahmane, presidente do Observatório Sírio dos Direitos Humanos, ao precisar que se tratam dos primeiros confrontos diretos entre as tropas fiéis ao regime e rebeldes depois do cessar-fogo.

As autoridades sírias anunciaram na quarta-feira que poriam fim às operações militares mas advertiram que o exército responderia a qualquer ataque perpetrado por «terroristas».
PUB
Partilhar
EM BAIXO: Atentados na Síria - EPA/YOUSSEF BADAWI
Atentados na Síria - EPA/YOUSSEF BADAWI
COMENTÁRIOS

PUB
BES: «Não encostei uma pistola à cabeça de ninguém»

«Fala-se do buraco, do buraco, do buraco no meu mandato... Apresentem-me números». Ano e meio depois de sair, ex-presidente do BESA diz que a carteira de crédito cresceu ainda mais, com outros a liderar o banco. Quanto à garantia do Estado angolano, afirma que caiu por culpa do Banco de Portugal. Já sobre os créditos em si, assume a responsabilidade por tê-los pedido, mas quem autorizou foi o BES: «Não encostei uma pistola à cabeça de ninguém». Há alguma contradição nas suas explicações sobre onde é que, afinal, pára o dinheiro dos polémicos créditos que desapareceram