A polícia turca matou nesta quarta-feira, em Ancara, um presumível membro do grupo extremista Estado Islâmico que supostamente planearia fazer-se explodir num atentado, informou a agência noticiosa pró-governamental Anadolu.

A ação teve lugar durante uma rusga a uma casa onde estava escondido o presumível terrorista suicida por volta das 03:00 (01:00 em Lisboa).

Os agentes antiterroristas exigiram ao suspeito que se rendesse, mas este respondeu com disparos, a partir do interior da habitação.

O alegado jihadista foi avistado por três vezes perto do mausoléu de Mustafa Kemal Ataturk e a dar voltas em torno do antigo edifício do parlamento.

O comportamento suspeito levou a polícia a seguir o homem.

As autoridades acreditam que planeava um atentado para o próximo dia 29, Dia da República, ou para 10 de novembro, data da morte de Ataturk, o fundador da Turquia moderna.