A polícia turca identificou um suspeito em relação com o atentado suicida de segunda-feira, em Suruc (sul), perto da fronteira com a Síria, anunciou hoje o primeiro-ministro turco.
 

"Um suspeito foi identificado. As eventuais ligações no estrangeiro ou na Turquia estão a ser investigadas. A possibilidade mais forte é a de se tratar de um atentado suicida relacionado com o [grupo terrorista] 'Estado Islâmico' (EI)", disse Ahmet Davutoglu, numa conferência de imprensa em Sanliurfa (sul).


O chefe do governo turco precisou que o balanço do ataque tinha passado de 31 para 32 mortos e que 29 feridos continuavam hospitalizados. O atentado causou uma centena de feridos.

Explosão aconteceu no jardim do centro cultural da cidade de Suruc, próxima de Kobani, cidade síria de fronteira, durante um encontro de jovens.