O Governo turco despediu esta segunda-feira à noite 350 polícias em Ancara, incluindo chefes dos principais departamentos, no âmbito de um vasto escândalo que envolve aliados políticos do primeiro-ministro Recep Tayyip Erdogan, noticiou a imprensa local.

Os polícias foram demitidos por um decreto do Governo publicado à meia-noite, o qual incluía nomes dos chefes das unidades dos crimes financeiros, anti-contrabando, crime informático e crime organizado, informou a agência privada Dogan News.

O decreto também nomeou substitutos para 250 dos agentes despedidos, de acordo com a agência que a Lusa cita.