O Governo turco despediu esta quarta-feira chefes da polícia de 16 províncias, dando continuidade à purga iniciada depois de uma investigação de corrupção que envolve aliados políticos do primeiro-ministro, Recep Tayyip Erdogan, noticiou a agência de notícias privada Dogan.

Entre os chefes da polícia despedidos por decreto do Ministério do Interior estão os de grandes cidades incluindo Ancara, Izmir, Antalya e Diyarbakir, reportou a Dogan, citada pela AFP.

O chefe adjunto da segurança nacional foi igualmente despedido, adiantou a agência.