O primeiro-ministro turco, Recep Tayyip Erdogan, ameaçou hoje que poderá proibir a rede social Facebook e o canal de vídeos Youtube depois das eleições municipais de 30 de março, numa entrevista na televisão ATV.

»Depois de 30 de março, não vamos deixar este país à mercê do Youtube e do Facebook», declarou Erdogan na entrevista ao canal televisivo, que é próximo ao Governo, no final da noite de quinta-feira.

O primeiro-ministro acrescentou que entre as medidas que o Governo poderia adotar estariam «inclusive o encerramento» dessas páginas digitais.