Turquia e Israel chegaram a um entendimento para finalizar rapidamente um acordo para normalizar as relações entre os dois países, antigos aliados que estão em conflito desde 2010, anunciou o Ministério dos Negócios Estrangeiros turco, nesta sexta-feira.

As equipas [dos dois países] fizeram progressos com vista a finalizar o acordo (…) e concordaram que o acordo seja finalizado durante a próxima reunião que será convocada brevemente”, disse o ministério em comunicado publicado hoje após o final de uma nova sessão de negociações na quinta-feira em Londres.

Contactado pela AFP, o Ministério dos Negócios Estrangeiros israelita recusou fazer comentários.

Nas negociações em Londres a Turquia fez-se representar pelo secretário de Estado adjunto dos Negócios Estrangeiros da Turquia, Feridun Sinirlioglu, enquanto Israel esteve representado pelo enviado especial do primeiro-ministro Benjamin Netanyahu, Joseph Ciechanover, e pelo presidente interino do Conselho de segurança nacional, general Jacob Nagel, segundo Ancara.

Em 31 de maio de 2010, durante um assalto, em águas internacionais, das forças israelitas a seis navios civis, que transportavam ajuda humanitária para a Faixa de Gaza, morreram dez turcos, abrindo uma brecha entre os dois países.

A Turquia expulsou, então, o embaixador israelita e exigiu desculpas e indemnizações a Israel, bem como o fim do bloqueio da Faixa de Gaza.