A Coreia do Norte cancelou um festival de cerveja destinado principalmente a atrair turistas estrangeiros, que devia celebrar-se a partir desta semana em Pyongyang, num momento em que o país está a atravessar uma seca severa.

A Koryo Tours, a principal agência de viagens para turistas ocidentais que querem visitar a Coreia do Norte, informou na sua página na Internet que foi notificada pelo regime, no domingo, do cancelamento da segunda edição do Festival da Cerveja do Rio Taedong, que devia celebrar-se de 26 de julho até finais de agosto.

As razões do seu cancelamento não são claras e não esperamos que nos chegue uma informação mais completa nos próximos tempos, mas é possível que se deva à persistente seca no país, que causou uma grande quantidade de problemas”, explicou a agência.

Segundo a EFE, um estudo sul-coreano concluiu que a Coreia do Norte é visitada por cerca de 50 mil turistas anualmente, 90% dos quais são chineses. O setor do turismo gera receitas entre 30 a 43 milhões de dólares (entre 25 e 36 milhões de euros) em moeda estrangeira.