A ONU pediu esta terça-feira uma verba de 301 milhões de dólares (224 milhões de euros) para responder, nos próximos seis meses, à situação de emergência nas Filipinas após a passagem do tufão Haiyan.

O apelo foi feito em Genebra pelo porta-voz do Gabinete das Nações Unidas para a Coordenação de Assuntos Humanitários (OCHA), Jens Laerke, noticia a Lusa.

O representante indicou que a verba será utilizada para ajudar os 11,3 milhões de pessoas afetadas pelo violento tufão, que devastou a zona central do arquipélago das Filipinas na sexta-feira, com ventos de mais de 250 quilómetros por hora e ondas de mais de cinco metros de altura.

A estimativa aponta para dez mil mortos. Há 660 mil pessoas que precisam de ajuda humanitária.