O tufão Jebi, considerado o mais violento a atingir diretamente o Japão em 25 anos, causou hoje nove mortos no oeste do arquipélago, informou a televisão pública NHK.

Segundo a mesma fonte, mais de 300 pessoas ficaram feridas, encontrando-se uma outra em estado crítico.

A passagem do ciclone trouxe chuvas torrenciais e ventos fortes, com rajadas que atingiram nalguns locais os 220 quilómetros/hora.

Mais de 600 voos foram cancelados no Japão, tendo os serviços de comboio locais e as linhas de alta velocidade, como a rota Osaka-Hiroshima, sido suspensos. O aeroporto ficou mesmo inundado.

Algumas empresas recomendaram que os funcionários trabalhem hoje em casa, as escolas encerraram e a atividade comercial foi interrompida, relatou a agência de notícias japonesa Kyodo.

O Jebi, o 21.º tufão desta temporada no Pacífico, foi catalogado como "muito forte" pela Agência Meteorológica do Japão.

Nas redes sociais foram partilhadas imagens que mostram a força do tufão.