Um homem acusado de roubo, libertado por acidente por um juiz, foi encontrado morto esta quinta-feira, quando tinham passado apenas horas desde a sua libertação.

Bobby Person estava detido na prisão de Fresno, Estado da Califórnia, EUA, e o júri do seu caso ainda não o tinha condenado por falta de unanimidade. Um mal entendido com o júri acabou com o juiz a assinar o veredito de inocência que o libertou.

Segundo a agência Reuters, horas depois, Person terá ido a casa para recolher alguns bens pessoais, mas já não voltou a sair. Acabou por ser encontrado já sem vida, e com ferimentos que indicam que foi esfaqueado, alegadamente, pelo namorado da irmã.

«Parece que a vítima tinha problemas com o suspeito, o namorado da sua irmã. Envolveram-se numa discussão e o suspeito terá esfaqueado a vítima até à morte», afirmou fonte da polícia.

Sherry Spears, porta-voz do Tribunal Superior de Fresno, confirmou que a vítima foi libertada da prisão por acidente, mesmo depois do júri ter avisado o juiz de que o veredicto não era unânime. No entanto, como a decisão já estava tomada, já não havia forma de voltar atrás.

«Uma vez que o tribunal já tinha aceitado o veredicto, isso impediu a decisão de inocência de ser alterada», afirmou Spears.