Trenton McKinley é um rapaz de 13 anos que vive no Alabama, EUA, e que depois de um acidente, que o deixou em morte cerebral, recuperou a consciência. A história, que é contada pelo próprio à FOX10 News, inclui o pormenor de que Trenton acordou já depois dos pais terem assinado os papéis para a doações de órgãos.

O acidente ocorreu há dois meses quando o rapaz brincava com os amigos com um carro para crianças e um atrelado. Uma travagem repentina provocou um capotamento e Trenton bateu com a cabeça no cimento.

“Bati no cimento e o atrelado aterrou em cima da minha cabeça. Depois disso, não me lembro de mais nada”, contou.

O rapaz foi de imediato levado para o hospital e foi diagnosticado com sete fraturas do crânio.

“Tudo o que eu vi foi uma maca onde ele estava com os pés de fora. Esteve morto um total de 15 minutos”, conta a mãe, que explica ainda: “Quando ele voltou, os médicos disseram que ele nunca mais seria normal. Explicaram que os problemas de oxidação do cérebro eram tão maus que se sobrevivesse, seria um vegetal”.

Numa declaração a outro órgão de informação norte-americano, a mãe do rapaz não hesita em afirmar que se tratou de um "milagre".

Nos dias seguintes, o adolescente esteve em morte cerebral e respirava com dificuldade. Os pais enfrentaram então a decisão difícil, mas acabaram por assinar os papéis para a doação de órgãos.

“Cinco miúdos compatíveis precisavam dos órgãos. Era injusto continuar a reanimá-lo, porque só estava a danificar os órgãos ainda mais”, conta a mãe.

Um dia antes da hora marcada para “desligar as máquinas", Trenton começou a mostrar sinais de cognição e em declarações à FOX 10 dá a sua explicação para o que aconteceu. 

“Eu estava a andar num campo aberto. Não há outra explicação, se não Deus. Não há outra forma. Até os médicos dizem”, afirmou.

Trenton tem ainda um longo caminho pela frente, mas o rapaz que esteve em morte cerebral já fala e anda. Atualmente, o adolescente já passou por três cirurgias cerebrais e está sem parte do crânio, que está congelado e será novamente ligado em breve numa nova cirurgia.

A família criou uma pagina de Facebook onde apela a doações e onde atualiza o estado de saúde do “rapaz milagre”.