Um forte sismo abalou esta quarta-feira de manhã o noroeste da China. Não há ainda informação sobre vítimas ou danos.

Segundo o Instituto Americano de Geofísica, o abalo atingiu os 6.8 na escala de Richter, mas as autoridades chinesas falam numa magnitude de 7,3.

O terramoto fez sentir-se na região autónoma de Xinjiang, uma zona remota do oeste da China, pouco depois das 17 horas locais. Cerca de uma hora depois ainda não havia registo de vítimas. A razão deverá ser o facto de tratar de uma zona semi-desértica.

O epicentro foi localizado a 270 quilómetros da cidade de Hotan, a uma dezena de quilómetros de profundidade. Ao sismo, nitidamente sentido na cidade, seguiu-se uma série de réplicas. A mais forte atingiu a magnitude de 5.7, segundo o Instituto de Sismologia Chinês.

Os habitantes locais são os uigures, uma minoria chinesa constituída por muçulmanos turcófonos.