Pelo menos cinco réplicas registam-se depois do sismo de 6,5 na escala de Richter registado no domingo e afetou a cidade de Iguigue. Este abalo não provocou vítimas, mas há relatos de alguns danos materiais.

De acordo com o instituto sismológico da Universidade do Chile, citado pelo edição online do jornal «Siglo 21», a primeira réplica de 5,0, sentiu-se no domingo, às 18:27 locais (21:27 em Lisboa). Dezassete minutos, uma nova réplica, menor, de apenas 3,8. A população voltou a entrar em pânico com uma quarta réplica de 5,1 e, meia hora depois, um quinto abalo teve uma intensidade de 4,8.

O epicentro da maioria das réplicas registou-se perto de Iguigue, cidade que fica a quase dois mil quilómetros a norte de Santiago do Chile.

O abalo principal, que deu origem a todas estas réplicas, sentiu-se às 18:17 locais e teve epicentro localizado a 75 quilómetros a sudoeste de Pisagua e a 20,6 quilómetros de profundidade.

O centro Geológico norte-americano, que regista a atividade sísmica em todo o mundo, informou, entretanto de um sismo de 7,0 na escala de Richter no norte do Chile. Perante a eventualidade de ocorrer um tsunami, chegou a acionar-se o alerta e a evacuar as zonas mais vulneráveis por «mera precaução», mas o alerta foi declarado sem efeito horas depois.