«A Serra Leoa está hoje melhor capacitada para controlar o Ébola do que há poucas semanas», disse Ismail Ould Cheikh Ahmed, o líder da missão da ONU contra a doença na sua primeira visita à região africana afetada pelo vírus.