“Peço às autoridades federais e à polícia metropolitana para que promovam uma investigação pormenorizada a este crime terrível”, disse Kirchner, citada pela AFP.