Um casal foi acusado de vender os dois filhos para sustentar o vício do jogo online, na China, diz o «Independent».

De acordo com a «Guangdond TV», o casal não planeou o nascimento das crianças e preferiu vendê-los como escravos, em Fujian, a ficar com eles.

A mãe explicou, numa entrevista, que precisavam de dinheiro porque o pai «gosta de comprar produtos na Internet. Além de jogar online, gosta de ficar a noite toda em cafés com internet».

Foi o avô das crianças que denunciou os pais à polícia. O casal foi detido e vai ser julgado.

Na China, o tráfico de crianças é um grande problema a nível nacional.

Quanto aos jogos online, segundo o «Games in Asia», apesar de terem uma grande adesão, há poucos indivíduos que gastam dinheiro na compra de produtos relacionados com o jogo como, por exemplo, armas ou roupa.