Uma mulher de 45 anos, filha de um lorde britânico e irmã de uma atriz filipina, foi encontrada morta numa rua de Manila, nas Filipinas, e o corpo deixado numa valeta, junto com uma mensagem, que a apelidava de “traficante das celebridades”.

 

 

A mulher já tinha sido detida por tráfico de droga em 2013, durante um raide da polícia filipina. O homicídio, só agora tornado público, ocorreu no dia 10 de setembro, mas ninguém foi detido até à data. Há testemunhas que viram um carro na rua e ouviram tiros, mas, aparentemente, não conseguiram tirar a matrícula, segundo o Channel NewsAsia.

Maria Aurora Moynihan é mais uma morte a somar no combate ao tráfico de droga nas Filipinas, uma iniciativa do próprio presidente Rodrigo Duterte.