Uma companhia aérea chinesa teve de adiar a aterragem de um avião comercial, depois de dois controladores de tráfego aéreo do aeroporto de Wuhan terem adormecido, de acordo com o «The Guardian».

O Boeing 737 da China Eastern Airlines preparava-se para aterrar, mas não terá obtido qualquer resposta da torre de controlo durante cerca de 12 minutos.

«Os controladores de tráfego aéreo estavam a dormir em serviço e o piloto do avião teve de os chamar várias vezes. Mas não houve resposta e não era possível estabelecer qualquer outro contato com a torre», explicaram as autoridades de aviação civil à revista chinesa «Caijing».

De acordo com a imprensa chinesa, uma investigação paralela concluiu mesmo que dois dos controladores aéreos estavam a dormir.

O incidente aconteceu a 8 de julho mas só agora foi tornado público.

A notícia surge numa altura em que a segurança dos aviões comerciais tem sido muito questionada, devido aos acidentes que envolveram vários aviões nos últimos meses.

Na rede social «Sina Weibo», a versão chinesa do Twitter, as críticas não se fizeram esperar.

«O trabalho de controlo do tráfego aéreo é extenuante, mas é imperdoável adormecer em serviço», lê-se numa das mensagens partilhadas.