Uma empresa multinacional de géneros alimentícios, a Nestlé, decidiu afastar o youtuber espanhol JPelirrojo de uma campanha publicitária a um gelado. JPelirrojo era o rosto da campanha. A decisão foi tomada após algumas publicações no Twitter, feitas pela estrela das redes sociais, onde este demonstra alegria pela morte do toureiro Víctor Barrío. Recorde-se que este perdeu a vida, na passada semana, em frente a milhares de espectadores na arena de Teruel, na província de Aragão.

O YouTuber é conhecido, em Espanha, pelos seus vídeos cómicos, que ultrapassam um milhão de visualizações. A multinacional alimentícia viu-se obrigada a tomar uma posição depois da reação de grupos pró-touradas que criticaram o protagonista e a própria Nestlé.

Numa das publicações mais polémicas, a figura pública diz que está feliz “porque é graças à sua morte [de Víctor Barrio] que termina a violência feita a um animal que nunca quis violência”.

Depois deste tweet polémico, o youtuber continuou a dar a sua opinião sobre o caso, com declarações como: “O terrorista neste caso é o toureiro. Gostavas que um terrorista que ia matar alguém morresse antes de o fazer?” ou “Claro que não ponho a vida de um toureiro e de um touro ao mesmo nível. O touro não quer magoar ninguém e tem, portanto, mais valor”.

Todos estes comentários, que foram denunciados por alguns usuários do Twitter, foram apagados por JPelirrojo pouco tempo depois. Aliás, a sua conta foi inundada de mensagens que desaprovavam a sua postura, misturadas com comentários de apoio e com tom provocatório para com os utilizadores pró-tourada.

O próprio JPelirrojo continuou a alimentar a polémica dias depois da morte do toureiro ao sublinhar a defesa dos animais, referindo que “quem se cala perante uma injustiça converte-se em cúmplice do mesmo ato”.

A escalada de críticas levou os toureiros a criar uma campanha de boicote à multinacional espanhola e a empresa decidiu posicionar-se também através do Twitter argumentando que “a vida humana está acima de qualquer outra consideração” e que, por isso, não pode estar de acordo “com nenhuma opinião que não responda a [esse] princípio”.

Menos de 24 horas depois, a empresa espanhola anunciou o afastamento de JPelirrojo da campanha publicitária onde participava.