O Parlamento da Catalunha decidiu proibir a celebração das corridas de touros nesta região de Espanha a partir de 2012.

Foi uma votação renhida, em que os deputados da CiU (Convergência e União) e do PSC (Partido Socialista da Catalunha) optaram pela tese da defesa dos animais, com o apoio da ERC (Esquerda Republicana da Catalunha) e da ICV (Iniciativa Verde da Catalunha), contra os votos do PP (Partido Popular) e do C¿s (Cidadãos da Catalunha).

Votaram a favor da proibição 68 deputados, 55 contra e houve ainda 9 abstenções.

Após meses de polémicas, o Parlamento pronunciou-se esta quarta-geira sobre a Iniciativa Legislativa Popular, defendida por 180 mil cidadãos. Trata-se da segunda região autónoma, depois das Canárias, a aprovar a proibição das touradas no seus território, alegando motivos de defesa dos animais e fazendo uso das competências em matéria de festejos.

O que pensa desta decisão? Acha que as touradas também deviam ser proibidas em Portugal?

Na prática, a decisão política comportará o desaparecimento no espaço de um ano e meio da única arena da comunidade: a Monumental de Barcelona. Mantêm-se os «correbous» e os «correllaç», onde são soltos touros e vacas nas povoações a sul de Tarragona, por não implicarem a morte do animal.